sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Polo Aquático Carioca - cada vez menos jogos

Quando este blog insiste que o polo aquático está perdendo representatividade e espaço no campo esportivo e demonstra que outros esportes coletivos (no nosso caso de exemplo é o Rugbi) estão adotando políticas e projetos para crescerem, este blog é sempre criticado por quase toda cúpula do esporte, e ultimamente até pelo pessoal envolvido no jogo como árbitros e mesários, não entendendo que críticas e elogios são do sistema democrático em que felizmente o Brasil alcançou.
Abaixo postaremos um pequeno estudo sobre a redução brutal de jogos que se prevê para 2011, especialmente tendo em vista a situação do Tijuca Tênis Clube em que seu principal responsável Ricardo Crivella encontra-se adoentado e está havendo uma debandada de atletas para outros clubes.
Vamos demonstrar que todos perderão "mercado de trabalho" com a redução que se vislumbra para 2011, para os árbitros e mesários redução gritante no seus pró-labores (Aliás no ano passado tivemos uma greve não muito explicada justamente pelo atraso neste pagamento). As comissões técnicas também porque certamente ( com exceção de clube como o Fluminense que detém um patrocínio exclusivo para o polo aquático, medida das mais elogiáveis) terão que certamente demonstrar ao final do ano de 2011 a necessidade do número de elementos que lá estão. E por fim os atletas que treinarão mais do que jogarão, em razão de poucos jogos oficiais. Realmente quem não vai perder é quem está na cúpula do nosso esporte. Lembramos que existem hoje dois excelentes técnicos longe das bordas das piscinas, quando se contrata até técnico estrangeiro, mas isso é outra estória.
Por isso entendemos que a FARJ não marque ainda reunião específica para confeccionar o Calendário e as Tabelas, pois certamente já tem em estudos os mesmos números apontados por nós. (Ontem na primeira reunião preparatória na FARJ só compareceram os representantes do Fluminense e Botafogo (informação do blog do fluminense: http://www.waterpoloflu.blogspot.com/)). Portanto é melhor esperar primeiro a CBDA resolver seu calendário.
Demonstremos:
Vamos como exemplo para as três situações: Um campeonato carioca/fluminense de categoria de base, por exemplo 97; com turno e returno e semi-finais e finais em um jogo.
Se tivesse a participação de 5 clubes tradicionais no Rio de Janeiro: Fluminense, Flamengo, Botafogo, Tijuca e Guanabara. A fase inicial com turno e returno teria 20 jogos. As semi-finais e finais: quatro jogos cada (Semi-final: 1º vs 4º e 2º vs 3º (ida e volta) e as finais (disputa de campeão e terceiro lugar (ida e volta)), portanto 28 jogos no total.
Se tivesse a participação de 4 clubes (o que aconteceu no ano passado): Fluminense, Flamengo, Botafogo e Tijuca. A fase inicial com turno e returno teria 12 jogos. As semi-finais e finais quatro jogos cada (Semi-final: 1º vs 4º e 2º vs 3º (ida e volta)) e as finais (disputa de campeão e terceiro lugar (ida e volta), portanto totalizando: 20 jogos
Na redução de um clube houve um decréscimo de 28,57% de jogos.
E o que se vislumbra para 2011, se a ausência do Tijuca Tênis Clube se confirmar? Primeiramente e este blog não sabe e pergunta a quem sabe: Pode haver um campeonato com 3 clubes? É Campeonato ou será Torneio?
Mas vamos aos números:
Tendo a participação de 3 clubes: Fluminense, Flamengo e Botafogo. A fase inicial teria 6 jogos. Não teríamos semi-finais e com dois jogos na final. Portanto teríamos 8 jogos no total
Em relação ao campeonato com 5 clubes uma redução de 71.42% de jogos, e em relação ao campeonato do ano passado: 40,00%.
Este blog nunca pretendeu ser o dono da verdade, e agora em diante, reforça esta convicção, mas quer levar a debate, pois como já dito em várias críticas a nós dirigidas não sabemos nada de polo aquático.
Mas já ouvimos diversas teorias:
1) O polo aquático é assim mesmo tem períodos de sístole e diástole, ou seja tem períodos em que há mais praticantes e períodos que temos menos praticantes. Portanto estaríamos há 5 anos do Jogos Olímpicos num período de pouca procura;
2) Realmente o polo aquático é um esporte de segunda categoria, portanto a situação é essa e não podemos modificar, e sim valorizar sempre o que é feito no meio aquapolista;
3) Baseado no ítem 2, devemos encarar o polo aquático como um esporte real e deixar qualquer projeto em segundo plano como esporte imaginário.

20 comentários:

Ricardo disse...

Vc. não sabe fazer conta. Seu calculo do número de jogos está errado. Com tres equipes temos tres jogos por turno e não seis. Volte para os bancos esclorares e estude analise combinatória.

Anônimo disse...

Gostaria de registrar que, apesar dos problemas, o Polo TTC continuará em todas as categorias, principalmente nas de base, que chamo de "pinguinho de gente", uma nova leva de "pinguinhos" entraram no polo TTC, apesar, de mais uma vez, atletas de 93/94, chamados por outros clubes, pricipalmente o FLU, de forma insistente contactar seus pais, mas,os atletas, como no caso do Arthur não quer saber de ir para outro clube e continuarão conosco.

O mundo dá muitas voltas.....
O Ricardo Crivella já reassumiu suas funções como técnico desde 2º feira, obviamente com algumas limitações, mas com muita, muita vontade mesmo de dar seus treinos.Ele não participou da reunião da FARJ pq acha mais coerente esperar a definição do calendário da CBDA.
O que queremos é afastarmo-nos de polêmicas, ficarmos e nos deixassem em paz.Deixar de falar para treinar bastante, que é o que gostamos e nos prontificamos a fazer junto com o Crivella.

Abs. GUGA

Touca 14 WP Blog disse...

Ricardo erramos mesmo. Agradecemos a correção.
Graças a seu comentário percebemos que a situação é pior do que tinhamos calculado.
Se o senhor for árbitro e/ou mesário não deve contar com o dinheiro extra do jogos.

Anônimo disse...

caros amigos,
na reuniao para elaborar o calendario de 2010 ano passado, a reuniao constava com todos os esportes aquaticos da farj. nada foi resolvido por acharem que o calendario estadual so seria aprovado apois a assembleia da cbda!!eu como tecnico responsavel pelo polofla nao mandamos um representante por este motivo!!!!
abs.
coach canetti

Anônimo disse...

para completar o meu comentario, a tecnica do nado do fla Roberta perllier estava presente para a aprovacao de valores de arbitragem e etc...
coach canetti

Anônimo disse...

gente escutem a ideia q eu havia postado sobre o mercado de transferencias !!! abraços cleiton

Miguel Gonzalez disse...

Não lembro da FARJ ter feito um trabalho de levar o pólo para o interior do estado. A verdade é que o Pólo Merecia ter um Estadual com pelo menos 8 clubes, sendo a metade no interior.

Municípios grandes como Campos, Volta Redonda, Resende, Angra, Macaé e Niterói nunca viram uma partida de pólo.

Miguel Gonzalez disse...

E outros clubes e entidades que tentam ter o pólo tampouco recebem ajuda da federação. Falo de América, Bangu, UFRJ, Escola Naval, etc.

O Rio precisa ter escolinhas na capital e no interior. Escolinhas formam atletas, que por sua vez formam times. Só assim para o pólo crescer.

eduardo abla disse...

Srs, temos que fazer uma reunião nacional do polo aquatico, sairmos nem que seja depois de dias, mas com definições de como agir, só assim teremos alguma chance de usar a democracia a nosso favor. Temos que tentar deixar a vaidade de lado, não procurarmos culpados e conseguirmos algum caminho que se vá para frente.
Um abraço a todos os amantes do POLO AQUATICO.
Eduardo Abla ( Duda ).

Anônimo disse...

Engraçado que o Flu é quem mais chama,mas para o Flu foram dois( Irmãos Vitor e Juan) Para o Bota um (Junior) e para o fla foram 5 ( Lucas-Crivella-Matheus(97)-Robinho-Julio). Obviamente sem contar os que já foram para lá ano passado.

Acho que antes de tagarelar deve-se faze conta para não falar besteira e sim fazer uma auto crítica e avaliar se o trabalho dentro do TTC não leva a isso.

abraços

Luiz

Touca 14 WP Blog disse...

Senhor Luiz, provalvemente um fake.
A respeito do seu comentário o que a equipe do Touca 14, quiz dizer na postagem é a diminuição dos clubes. Não vamos e nem pretendemos entrar no mérito de treinamento de qualquer clube. O que podemos criticar é a atuação externa. Como por exemplo a atitude do Botafogo nas quartas-de-finais da Liga. A postura do clube e não de sua comissão técnica.

Anônimo disse...

Caros do Site...

Meu comentário não foi sobre vcs, aliás vcs estão certos em polemizar as coisas, continuem fazendo isso.Agora deem voz a todos,sem isso ficamos a ver navios...Seus anseios são reais..apesar de terem certa dificuldades com matemática. Minha crítica foi ao EX jogador do TTC que sempre busca a solução dos seus problemas apontando os outros clubes, em especial Bota Flu, GB e Fla como culpados.

Luiz F.

Anônimo disse...

Se o masculino está nessa situação imaginem o feminino, com 2 clubes só!

Anônimo disse...

Guga,
Não acho justo vc culpar os outros clubes, mesmo porque, no Flamengo há um caso conhecido de um pai de ex-atleta do TTC que pediu para o filho jogar no Flamengo. Foi pedido dele , não foi o Flamengo que aliciou ou mesmo convidou.

Marcelo

Anônimo disse...

Pesso a atençao de todos ...
O pólo aquatico , teve algumas reformas , uma delas é o proficionalismo .Muitas pessoas que sao amantes ,ou jogadores de polo aquatico , aprovaram !Para sermos coerentes a nossas aprovaçoes , nao podemos sair criticando o fluminense , flamengo , botafogo ,sesi...etc( clubes que estão investindo).Devemos saber que o atleta sente a vontade de receber algo em troca de seu suor (seu esforço em geral).Devemos repensar em tudo dito , ou se nao , deveriamos criar mais regras ,em relaçao a transferencias de atletas . Nao adianta profissionalizar sem saber fazer a politica corretamente.

Abraço a todos
Mauricio(diretor de polo aquatico do flamengo)

continuação disse...

Somente como forma de esclarecimento,os jogadores Julio lopes,matheus resende,marcela lebre,Robinho saíram do ttc para o Flamengo não por carater financeiro nem por estrututa e sim por retornar aos treinos com seu ex técnico rafael hall.
Nenhum desses jogadores ganham ajudas financeiras e nem passagem para treinar.
Querem tapar seus problemas acusando outros,por isso serão sempre pequenos.
Não corra atrás das borboletas,plantem seus jardins que elas virão até vcs...

Anônimo disse...

"proficionalismo"????????????????
ANTES PEQUENO DO QUE ANALFABETO.

Marcelo Freitas Lopes t8 1999

Anônimo disse...

caro amigo,
este comentario que no final assina como mauricio pires Diretor do c. regatas flamengo, só pode ser coisa de alguma crianca!!!
ele em momento algum fez ou tomou conhecimento desta matéria..
abs.
canetti

marcelo disse...

Pelo que vimos,não foi só o ttc que perdeu atletas,o paineiras do morumbi também,mesmo tendo ficado em segundo lugar (não sei como)na taça eficiência.Pergunta esta que estamos esperando até hoje os critérios serem apresentados pelo Sr Alvimar.
Portanto meu caro amigo guga,não é só o flu que chama atletas,o pinheiros,sesi e paulistano estão investindo também,é o processo natural das coisas.O que acontece em comum com esses 2 clubes além da falta de insentivo dos dirigentes,é a falta de mudança estrutural em seus quadros de técnicos e estrutura.Esses meninos procuram o bem estar,desenvolvimento e o respeito mutuo acima de tudo.
Hoje estes jovens sabem o q é melhor para eles,não aceitam ser chingados e muito menos usados por interesses pessoais.
Que esse ano sirva de alerta para paineiras ,ttc e botafogo mudarem suas estratégias,desenvolvimento e acima de tudo sua parte pedagógica.Atenciosamente
Marcelo

Marcelo disse...

Não se preocupem, o Paineiras não vai acabar, muito loge disso, está passando por uma reestruturação, onde finalmente poderá, pelo menos, semi-profissionalizar alguns jogadores. Porém essas mudanças não acontecem de imediato, sendo necessário esse primeiro semestre para conseguir esses feitos por causa dessa demora alguns jogadores não tiveram a paciencia para comprar o projeto Paineiras 2011. Infelizmente, o Paineiras não vai disputar o 94 masculino e provavelmente só disputará o 96 feminino. Esse ano, o Paineiras tem grandes expectativas, afinal uma grande parte da verba não será utilizada e com isso, muitas outras coisas podem ser feitas como viagens, aguardem, ainda haverão contratações para essa temporada e em 2012, com a reestruturação completa o Paineiras voltará a ter várias categorias competitivas.